Unidade de Cuidados Continuados/Unidade de Longa Duração e Manutenção

Mensagem do Provedor
O aumento de Esperança de vida e o envelhecimento da população nos nossos dias dando origem a novas necessidades em saúde, agravando necessariamente os familiares e sociais. Aparecem doenças crónicas incapacitantes e pessoas com doenças incuráveis em estado avançado, que os familiares não têm  capacidade de ultrapassar.
O recurso aos hospitais é uma situação frequente para estes doentes, mas os hospitais pouco podem fazer, porque são doenças crónicas e o tratamento pode ser feito sem menor qualidade de serviço mas com menor custo; numa unidade de cuidados continuados de saúde.
E foi para atender ao novo paradigma, que a Santa Casa da Misericórdia aceitou o desafio do Secretário de Estado da Saúde de então para abertura da UCC em 2008 com 17 camas, número insuficiente para a sustentabilidade da ULDM. Hoje graças ao fundo da Rainha D. Leonor, foi possível acrescentar mais sete camas, passando a capacidade para 24 doentes. Com um quadro de pessoal competente a todos os níveis presta-se um serviço de qualidade, que é reconhecido pelas instâncias superiores de Saúde e Segurança Social e principalmente pelos utentes e familiares que é o mais importante.
                              
João Alves Pereira
 
INFORMAÇÃO GERAL
- O que são os cuidados continuados integrados? 
São os cuidados de convalescença, recuperação e reintegração de doentes crónicos e pessoas em situação de dependência. Estas intervenções integradas de saúde e apoio social visam a recuperação global, promovendo a autonomia e melhorando a funcionalidade da pessoa dependente, através da sua reabilitação, readaptação e reinserção familiar e social.


Os cuidados continuados integrados têm custos para os utentes?
Os tratamentos de saúde são assegurados sem custos para o cidadão. Apenas os custos relativos aos cuidados de apoio social são cobrados, quando se justificar, em função dos rendimentos do utente.
O internamento em unidades de convalescença e em unidades de cuidados paliativos não tem custos para o utente. Nos casos de permanência em unidades de internamento de média e de longa duração os custos dependem da capacidade económica de cada utente e família.

 
Quais são os objectivos da RNCCI?
Prestar cuidados continuados integrados a pessoas em situação de dependência;
Investir no desenvolvimento de cuidados de longa duração, promovendo a distribuição equitativa das respostas a nível territorial;
Qualificar e humanizar a prestação de cuidados;
Potenciar os recursos locais e apoiar a criação de serviços comunitários de proximidade;
Ajustar ou criar respostas adequadas à diversidade que caracteriza o envelhecimento individual e as alterações de funcionalidade.
 
 
Onde são prestados os cuidados continuados integrados?
A RNCCI é formada por um conjunto de instituições públicas e privadas que prestam cuidados continuados no local de residência do utente e, quando tal não for possível, em locais especificamente equipados para o efeito.
 
A UNIDADE DE LONGA DURAÇÃO E MANUTENÇÃO DE RIBEIRA DE PENA

• Internamento previsível superior a 90 dias consecutivos (<180).
• É constituída por 12 quartos, no total de 24 camas. 

Serviços Prestados 
 
A unidade de longa duração e manutenção é gerida por um técnico da área da saúde ou da área psicossocial e assegura: 
Atividades de manutenção e de estimulação;  
Cuidados de enfermagem diários; 
Cuidados médicos;  
- Prescrição e administração de fármacos; 
- Apoio psicossocial;  
-Controlo fisiátrico periódico;  
-Cuidados de fisioterapia e de terapia ocupacional;  
-Animação sociocultural;  
-Higiene, conforto e alimentação;  
 -Apoio no desempenho das atividades da vida diária;  
- Apoio nas atividades instrumentais da vida diária. 
 
Como é o processo de admissão? 

 
O processo de admissão é da competência das equipas coordenadoras locais constituídas por representantes da administração regional de saúde e da segurança social em articulação com a coordenação a nível regional.